Era Vargas

novembro 18, 2008 às 12:07 am | Publicado em História | Deixe um comentário

Introdução

A insatisfação dos estados menores(PE, RS, BA, PA, RJ) com a hegemonia de MG/SP no poder da presidencia brasileira fizeram eles se juntarem e peitarem o eixo ‘café-com-leite’ na eleição contra Arthur Bernardes, na qual eles sairam derrotados.

As Leis de Mercado da época inspiradas no mesmo Liberalismo que financiou a 1ª Revolução Industrial fizeram com que a economia americana continuasse a produzir o mesmo que produzia na época da 1ª Guerra Mundial, como o mercado Europeu aos poucos se reestruturou parou de consumir tanto, e alguns países (Alemanha e Itália) não pagaram suas dívidas que foram várias vezes renegociadas, com isso os EUA não tinham como manter tantos empregados, estes foram demitidos, sem emprego pararam de consumir e ficaram receossos em gastar seu dinheiro, isso parou o mercado americano que começou a recolher o dólar que havia emitido na época da guerra e com isso as economias internacionais que eram totalmente dependente a americana quebraram. Com a crise de 1929 e o CRACK na bolsa de valores de Nova Iorque, que abalou a economia mundial, e fez com que o Brasil entrasse em recessão economica antes mesmo da crise estourar de vez, impossibilitou o governo de manter o Convênio de Taubaté, pois o Brasil não podia comprar as sacas de café nem podia pedir emprestimos, pois nenhum país estava disposto a emprestar dinheiro em meio a uma recessão mundial. Isso causou mais um racha na politica ‘café-com-leite’, pois Washington Luís deveria indicar Antônio Carlos Ribeiro de Andrade(ACRdeA), o então governador de MG, para sucedê-lo, vendo que só uma pequena faixa de cafeicultores ia poder ser beneficiada pelo Convênio de Taubaté, o presidente indicou para seu sucessor Júlio Prestes (um cafeicultor paulista). ACRdeA foi então até Getúlio Vargas, o então governador do RS, terceiro estado mais poderoso do país e propôs uma aliança assim como a que houve na eleição de Hermes da Fonseca. Vargas impôs a condição de ele ser o candidato a presidente e que MG não pudesse indicar o vice-presidente, para o cargo foi escolhido o então governador da Paraíba: João Pessoa(ele foi o único a dizer “Eu Nego”(o da bandeira da Paraíba) ao estado de São Paulo na hora de manter a politica dos governadores), assim era formada a Aliança Liberal. Com uma fraude escancarada Júlio Prestes ganhou a eleição (Vargas venceu com mais de 99% no RS). Os tenentes começaram a planejar um golpe para impedir a posse de Prestes, que não foi apoiado nem por Vargas nem por Pessoa (Pessoa disse “Eu prefiro 100 Júlios Prestes do que uma Revolução”). Um fato que não tinha nenhuma relação com o contexto politico da época fez estourar a Revolução: a morte de João Pessoa no Recife (João Dantas um jornalista do interior da Paraíba era quem assinava por um coronel do interior da Paraíba, inimigo declarado de Pessoa. Abusando de seu poder politico Pessoa invadiu a casa de Dantas e expôs uma relação que o mesmo tinha fora do casamento. Dantas jurou Pessoa de morte e cumpriu sua promessa). ACRdeA disse a Vargas “Vamos fazer essa revolução antes que o povo a faça” e assim Vargas tomava as redeas da ‘revolução francesa’ do Brasil, já pronta pra estourar.

Governo Provisório (1930-1934)

Com ajuda do tenentismo Vargas conseguiu tomar o poder do Sudeste sem precisar recorrer a uma guerra civil (Juarez Tavora conduziu as tropa Varguistas no Norte-Nordeste). Logo que assumiu ao poder Vargas mostrou a todos que nenhum dos grupos conseguiria controlar o país sozinho e conciliou ao eu redor: burguesia, operariado e tenentes. Era dificil saber quem realmente ganhou com a revolução de 1930, mas dava para saber quem perdeu: a oligarquia. Sob um “estado de compromisso” em que Vargas promeita recompessar as forças heterogeneas que o ajudaram a realizar a revolução, Vargas colocou os tenentes no comando dos estados como “interventores”, com um decreto de lei ele trouxe o poder legislativo para o executivo fechando a câmara dos deputados e dos senadores, tirando oa aristocratas de vez da politica, criou o Ministerio do Trabalho, Indústria e Comércio(tudo junto mesmo) e deu para os burgueses; o Ministério da Saúde e Educação(tudo junto mesmo) e deu para a classe média e criou as Justiças: Eleitorais (para Classe Média), Trabalhistas (para o Operariado) e Militares (para os Tenentistas).

Vendo-se feridos por Vargas e seus auxiliares os paulistas passaram a alimentar o nativismo paulista contra os revolucionários, assim estourava em 1932 a Revolução Constitucionalista em SP, em que vários jovens paulistas aderiram ao movimento anti-Vargas. O movimento foi rapidamente massacrado, mas serviu para forçar Vargas a convocar uma assembléia constituinte que estava adiando ao máximo possível. E dois anos depois era aprovada a Constituição de 1934 em que tornava oficial o voto da mulher, baixava a maior idade politica para os 18 anos, dissolvia o cargo de vice-presidente, e restringia a autonomia dos estados resgatando a politica centralista do império e assim começava o:

Governo Constitucional (1934-1937)

Após a crise de 1929 surgiu no Brasil, assim como no resto do mundo, diversos ‘salvadores’ da economia. A AIB (Ação Integralista Brasileira) era o nazi-fascismo brasileiro, liderados por Plínio Salgado e sob o juramento Anauê! eles defendiam o estado sob a tutela de um só lider forte que unisse: familia, tradição e religião (ao invés de: uma nação, um povo, um líder de Hitler) e faziam questão de exibir a letra grega Omega nas suas fardas verdes; e seus opostos a ANL (Aliança Nacional Libertadora, não confunda com a ALN do regime militar), os comunistas brasileiros liderados por Luís Carlos Prestes (o marido da Olga e líder da famosa Coluna Prestes) que pregava o fim da divida externa, uma reforma agrária e a estatização do mercado brasileiro, além da nacionalização de empresas multinacionais que se estabeleciam aqui.

Assim como no começo do Governo Provisório, Vargas consegui equilibrar forças heterogeneas ao seu redor, no Governo Constitucional não foi diferente, a velha raposa gaúcha se aproximava de ambos: integralistas e comunistas e não escolhia um lado fixo. O mesmo fazia lá fora na política externa, sempre elogiava os discursos de Mussolinni, mas tinha contato direto com os EUA. O crescimento exponencial da ANL fez Vargas se aproximar dos Integralistas e em 1935 fechou a ANL que resultou na Intentona Comunista de 1935 que deveria acontecer em todo o país, mas só teve levantes significativos em Natal, Recife e Rio de Janeiro. A maioria dos comunistas foram presos. Vargas deveria convocar novas eleições em 1938, mas no fim do seu mandato eis que surge o Plano Cohen, um plano dos comunistas para chegarem ao poder através de uma revolta armada. Vargas revelou isso em todos os veículos de imprensa e assim conseguiu o poder de sítio, dissolveu mais uma vez as câmaras e rasgou a Constituição de 1934 e aprovou a Constituição Outogarda de 1937 (ou Polarca, pois era um cópia declarada da constituição da Polônia). Assim tinha inicio a ditadura de Vargas, o:

Estado Novo (1937-1945)

Um regime ditatorial inspirados no fascismo que animou os Integralistas, mas Vargas dissolveu todos os partidos politicos da época, inclusive o AIB. Em maio de 1938 os integralistas tentaram um levante armado, que foi frustrado rapidamente. Agora Vargas conseguia o que sempre quis, controlar o país sozinho, sem ter que ficar agradando ninguém além do povo. Criou: o DASP e o DIP para ajudarem a consolidar seu regime, a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) ganhando prestigio de todos pois ficava conhecido como “Pai dos Pobres” nos jornais, e pelos boatos como “Mãe dos Ricos”, pois continuava a agradar a burguesia e as aristocracias para que não se insurgissem contra ele.

Em 1939 estourava a 2ª Guerra Mundial e os EUA convocou o a Convenção do Panamá para decidir a posição dos paises da América sob o conflito. Ficou decidido que a América não participaria do conflito e que todos os países do continente prestariam solidariedade continental caso qualquer país fosse atacado. Vargas passou a ‘leiloar’ a posição do Brasil, o preço: a industrialização do país. Os EUA apesar de neutro estava totalmente tendenciando aos Aliados, e a Alemanha parecia disposta a pagar a industrialização brasileira em troca de apoio ao eixo no Atlântico Sul. Em 1941 com o ataque a base america no pacifico de Pearl Harbor pelos japoneses os americanos convocaram uma nova convenção, dessa vez no Rio de Janeiro e o próprio presidente dos EUA, Roossevelt veio ao Brasil cobrar a promessa de Vargas. Os EUA puderam criar bases militares em todo o Nordeste brasileiro em troca da industrialização do país (criou assim a CSN (Companhia siderugica Nacional) e a Vale do Rio Doce que custaram 20 milhões de dólares), assim o Brasil entrava na segunda guerra contra o Eixo. Os alemães não ficaram nada contentes com a noticia e passaram a afundar navios canarinhos, quando eles afundaram um navio civil a população foi as ruas liderada pela UNE que começava a ter gosto pela politica com cartazes como “ABAIXO A DITADURA, Nazi-fascista” (aproveitando a oportunidade para criticar o governo). Vargas decide então mandar tropas, a população não acreditou, tanto que diziam “É mais fácil uma cobra fumas que a FEB ir a guerra”, a FEB foi, e ainda trataram de ir com um escudo de uma cobra fumano no braço. Apesar de ser um erxecito despreparado, desnutrido e sem armas decentes, o Brasil conseguiu vitórias importantes para o aprisionamento de reféns politicos, sendo a participação do país na guerra restrita ao norte da Itália.

Com o fim da guerra e o afundamento dos regimes totalitários, Vargas percebeu que não poderia mais manter o regime ditatorial e começou a redemocratizar o país. Ele aprovoou a Lei Agamenon Magalhães que trazia os partidos politicos de volta a legalidade e chegou até a tornar legal o Partido Comunista. Seus inimigos percebendo o que Vargas queria fazer anteciparam um golpe e em 1945 depuseram ele do poder, impedindo Vargas de se candidatar a presidente pela nova constituição, a Constituição de 1945.

bem a Era Vargas acaba aqui, hoje ainda acho que República Populista

;D

Bruno Tôp

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: