UFPE

novembro 4, 2007 às 2:49 pm | Publicado em Sem-categoria | 5 Comentários

Bem, como já devem saber, vou prestar vestibular para Ciências Sociais na UFPE, e essa semana soube de coisas que me desestimularam bastante.

Estava em Olinda nesta quinta, na “despedida” de uma amiga que cursa Ciências Sociais e está indo para a Argentina, e ela me disse que, a Federal já não é mais a mesma. Que no curso, são muitos alunos na sala, alunos desinteressados, falta professores e os que tem são limitados para um curso tão abrangente. E, realmente, eu frequento quando posso a universidade, sobretudo o CFCH e o CAC, e percebo que às vezes temos que medir algumas coisas, pois a estrutura de tais está decaindo.

Cheguei à conclusão que a Católica ou qualquer outra instituição particular renomada podem valer mais a pena, visto qeu não há greves, há estrutura e professores tão bons – quando não os mesmos – da UFPE. A princípio ia fazer jornalismo na UNICAP, mas por meus pais não poderem pagar, essa idéia foi por água abaixo. Conclusão: Talvez o melhor benefício atual da federal para mim, é a gratuidade e o fato de 90% dos meus amigos universitários estudarem lá.

Outra coisa que me desestimulou da idéia da federal foi a distância. Mas o fato não é ser longe, é a viagem cansativa. Moro em piedade, e quem mora aqui sabe o caos que é o Candeias/Dois Irmãos. Lotado, demora para passar e faz aquele arrodeio, o que me fará perder, pelo menos umas 3h horas por dia só de viagem para a universidade, fora o tempo que irei “perder” para descansar.

Certo, mas vale a pena por causa do conceito. Acho que a qualificação do profissional está nele, e não no lugar onde seus estudos foram concluídos. Até porque se forem levar em consideração, talvez a federal saia perdendo, não é?

Mas a luta continua, e eu ainda tenho vontade de passar na federal, mesmo com tantos poréns. Eu gostaria de saber o que vocês acham, se vale a pena enfrentar o sufoco por causa de um conceito no diploma.

Fica a observação: Não achem que eu desmereci a federal, pelo contrário, é ainda a instituição no estado, que tem os melhores professores e o melhor campus. Mas que por falta de insentivo do governo, pode vir a decadência.

Beijos,

Gabriela Borges 🙂

Anúncios

5 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Oi Gabi,
    Com relação ao que você falou sobre a federal, essa situação realmente ocorre atualmente. Mas além do conceito, em algumas áreas existem as chamadas ilhas de excelência, principalmente na área de exatas. São cursos como o de Ciências da Computação e Física, que estão entre os melhores do Brasil e são reconhecidos internacionalmente.
    Por que essa diferença? Simplesmente porque esses departamentos conseguiram financiamento privado, através de parcerias. Acho que isso deve ser encarado como um exemplo a seguir pelas outras áreas.
    Quanto ao conceito no diploma, talvez isso esteja se tornando o diferencial, já que existem muitas faculdades particulares, que geralmente não formam adequadamente o profissional. E as universidades públicas realmente mantém o status atingido em termos de profissionais formados. É só ver a porcentagem de aprovados no exame da OAB que distingue-se a qualidade da federal sobre as demais.
    Larissa

  2. Eu me referi ao curso de ciências sociais no post, gostaria de ressaltar isso.
    o CIN por exemplo, tem formado EXCELENTES profissionais na área de informática, assim como outros centros na federal.

    repetindo, me referi ao curso de ciencias sociais e ao CFCH

  3. bom…
    eu não tenho nada contra a federal.
    tenho contra o governo.
    pois…pra mim é um absurdo ficar criando cursos e mais cursos sem antes melhorar o que já tem.
    mas ainda assim… a federal é a melhor.
    estudar numa faculdade cujo centro tecnológico foi elegido o 3º melhor do brasil, é bom demais. 🙂

  4. pois é.
    por isso coloquei a observação.

  5. Oi Gabi!
    Bem, eu não tenho contato com pessoas do CFCH, por isso, não sei muito o que falar. Mas, sobre o fato da distância, isso sim prejudica e MUITO. O tal do candeias/dois irmãos é um tanto demorado, cheio, incoviniente até demais. Porém, a gente tem que se esforçar mesmo, é uma luta continua: pra passar e pra permanecer!
    Eu também ia fazer católica, mas desisti por que a federal pretende abrir arqueologia, que é o curso que eu realmente quero, então é meio idiota pagar uma faculdade que eu pretendo abandonar.

    Enfim, boa sorte para todos nós e espero te encontrar na federal ano que vem!
    :*


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: