As Crises do Sistema Colonial, Periodo Joanino e Independencia Brasileira

novembro 5, 2008 às 7:31 pm | Publicado em História | 11 Comentários

As Crises do Sistema Colonial

Além das Revoltas de Negros e Índios, que ocorriam com frequencia, se insurgindo contra o dominio dos ‘brancos’ ocorreram movimentos dos próprios ‘brancos’ contra a coroa, mas nenhum com carater separatista, só queriam melhoras no estilo de vida na colônia. Essa insatisfação se intensificou com o fim da União Iberica, pois o marquês de Pombal intensificou a exploração da colônia e isso aumentou o descontentamentos dos colonos. A esses levantes ou insurreições damos os nomes de Movimentos Nativistas, pois eram movimentos ligados apenas a condição de vida de certas regiões sem nenhum caratér politico ou ideologico.

Movimentos Nativistas

A primeira ocorreu em Pernambuco em 1661: os colonos que haviam expulsados os holandeses pediram através de uma carta ao rei de Portugal que nomeasse como governador da capitania André Vidal Negreiro, um dos heróis da Insurreição Pernambucana. O que o rei fez? Nomeou Mendonça Furtado, um português da corte real como governador frustrando os colonos. Ele já chegou sendo hostilizado (os brasileiros sempre tiveram a mania de atribuir apelidos aos seus inimigos e com ele não foi diferente o apelido dado foi Xumberga, por dois motivos: o primeiro ele copiava o bigode de Schoumberg um corçário alemão a quem serviu na guerra dos trinta anos, o segundo e mais plausivel é que durante seu regime houve uma peste de coçeira e as pessoas de ‘xubregavam’ muito, e atribuiram a culpa a ele). Vendo que não tinha apoio das oligarquias passou a ignorá-las também, isso foi a gota d’agua. Usando uma falsa passeata religiosa (naquela época todos respeitavam de verdade a religião) eles emboscaram Xumberga. Só que ele sobreviveu e passou a derrubar as oligarquias que tentaram matá-lo. O que houve? Os pernambucanos simplesmente prederam-no e deportaram-no para Portugal. Normalmente o rei teria punido severamente os colonos certo? Isso aconteceu? Não, simplesmente porque o irmão do Xumberga foi pego colocando chifres no rei de Portugal, daí Xumberga pagou o pato mais uma vez e os colonos pernambucanos inflaram seu ego mais uma vez ao ter seu pedido concedido pelo rei.

A Revolta de Beckman ocorreu no Maranhão, porque a companhia de comércio que deveria fornecer alimentos estava abusando dos colonos ao vender comidas estragadas a preços orbitantes. Os Jesuítas entraram na briga, pois negavam que os colonos continuassem a escravizar índios, daí foi uma confusão só. Os irmãos Beckman grandes proprietários de terras entraram na briga e tomaram controle da situação. Derrubaram a companhia de comércio maranhense e o mais novo foi a Portugal fazer pedidos ao rei. Dessa vez a revolta não passou impune. O mais novo ficou preso em Portugal só sendo anistiado depois, e o mais velho e outro líder foram executados. O mais novo alegou nunca ter querido se insurgir contra a coroa, só queria acabar com as injustiças impostas pelos Jesuítas e a companhia maranhense.

A Guerra dos Emboabas(outro apelido que os paulistas deram aos Portugueses, porque eles assim como um passáro do pantanal o Emboaba tinham as pernas todas enfeitadas, diferente dos Paulistas descalços) ocorreu porque os Paulistas, descobridores da Minas de ouro no sudeste reclamavam o direito de extrair o ouro para eles e hostilizavam tanto forasteiros vindo de Portugal como de outras regiões do país chamando-os de Emboabas. Os paulistas passaram a arruinar expedições dos Emboabas, em resposta a isso, os Emboabas organizaram uma guarda para lutar contra os Paulistas. O que se sucedeu foi um sangrento massacre como o do episódio Capão da Traição em que 300 paulistas que haviam desistido da luta armada foram fuzilados depois de entregar suas armas pelos homens do comandante Emboaba Bento Amaral Coutinho. O Rio do local ficou conhecido como Rio das Mortes.

A Guerra dos Mascates(mais um apelido dado aos portugueses) ocorreu em Pernambuco, entre a oligarquia decadence de Olinda e os ricos comerciantes de Recife. O confronto estourou quando os comerciantes ao serem eleitos ‘homens-bons'(vereadores da época) não puderam receber posse de seus cargos, eles então pediram ao rei de Portugal que Recife deixasse de ser vila e ganhasse sua própira câmara munincipal. No dia 10 de Novembro de 1710 os olindences invandiram Recife e fecharam a câmara, há quem diga que nesse movimento surgiu o primeiro pensamento de independencia brasileira onde os olindences ficaram separados da coroa por alguns dias assim como a oligarquia de Veneza ficava separada dos reinos a seu redor (daí surgiu a comparação de Recife-Olinda como Veneza Brasileira, ao contráio do que todo mundo pensa de ser só por causa dos rios).

A Revolta de Vila Rica ou de Filipe dos Santos foi uma prévia da Inconfidência Mineira, Filipe dos Santos era o único pobre que participava dos planos dos grandes mineradores que planejavam destruir as casas de fundição. O plano foi descoberto e Filipe dos Santos foi morto e esquartejado. Esse era o último movimento nativista sem carater nacionalista.

Movimentos Nacionalistas

Conjuração Mineira

A famosa Inconfidencia ou Conjuração Mineira foi a primeira de três Insurreições que queriam pôr fim as relações entre Brasil e Portugal. A principal influência do movimento foi que os filhos dos ricos mineradores que haviam ido estudar na Europa voltaram para o Brasil inspirados com as idéias Iluministas e viam na Independencia dos EUA (treze colônias despovoadas derrotaram a maior potência da época: a Inglaterra) sua maior inspiração. Não a tôa que todos os escritores do Arcadismo tiveram uma pequena participação no movimento. Ao contrário do que todos pensam, Tiradentes não foi um herói ele apenas foi o único morto porque os outro inconfidentes eram ricos e influentes demais para serem mortos. Eles faziam suas reuniões para escolher a bandeira do próximo país, para decidir a constituição (nunca falaram em acabar com a escravidão), na verdade alguns historiadores dizem que eles brincavam de preparar um movimento de independencia. O plano era simples: no dia da derrama, Tiradentes faria um levante que traria a população para o lado dos incofidentes. O plano falhou porque o governador percebeu as reuniões e passou a cobrar as dividas dos ricos mineradores, em troca do fim da divida eles começaram a contar o que iria ocorrer. A rainha Maria I (já estava louca) decretou a morte de todos os envolvidos, o governador percebendo que não poderia acabar com a elite cultural do país executou o único humilde do movimento: Joaqui José da Silva, o Tiradentes.
A Inconfidencia Mineira foi importante pois foi a 1ª a falar abertamente em Independecia e a colocar a elite no centro do movimento

Conjuração Carioca

Ocorreu em 1794 e não passou de especulações de membros da oligarquia carioca para uma possivel independencia, dessa vez inspirados tamem na Revolução Francesa, assim como a Mineira foram descobertos, mas como nada foi provado contra eles todos foram soltos.

Conjuração Baiana ou dos Alfaites

Ocorreu em 1798 sendo inspirada também na Rebelião Negra (indepencia do Haiti), além da Revolução Francesa e Independencia dos EUA. Foi articulada pela Maçonaria e os Cavaleiros da Luz (sociedades secretas de pensadores). Como a população de Salvador tinha um alto índice de população negra os aristocratas se viram acuados pelo movimento e eles mesmo desistituiram o movimento com medo que a escravidão fosse abolida. Foi a única das três conjurações que teve carater ideologico.

Periodo Joanino

Com a ascenção de Napoleão na França e o bloqueio continental decretado pelo imperador francês o cerco sobre Portugal estava se fechando. Inglaterra ou França? O principe regente tinha de escolher, se escolhesse a primeira teria seu país invadido pelos franceses se escolhesse a segunda perderia suas colônias e poderia ser bombardeado pelos navios ingleses assim como aconteceu com a Dinamarca. Qual a solução? Enrolar o máximo possivel e depois fugir. Não a tôa que Napoleão só declarou ter sido derrotado por um homem, o que o enganou, D. João VI de Portugal, ao contrário do que muitos pensam, ele não era um gordo idiota, mais um monarca muito precavido que preferia ficar longe dos holofotes. Ele assinou as pressas a Convenção Secreta, em que a Inglaterra se comprometia a proteger Portugal da França e fugiu corajosamente para o Brasil. Com a sua chegada aqui os movimentos anti-portugal pararam, pois simplesmente deixavamos de ser colônia, embora no papel ainda fossemos. Simplesmente porque o pacto colonial não existia mais, e isso era o que tornava um país uma colônia. O historiador Caio Prado até diz que a indepencia do Brasil ocorreu em 1808 com a chegada de D. João VI ao Brasil.

Ele revogou o Alvará de 1785 assinado pela sua mãe em que se proibia qualquer atividade industrial no país, deu liberdade de impressão para jornais (apenas os que apoiassem a coroa) e criou o Banco do Brasil. Em 1815 foi forçado a elevar o Brasil a posto de Vice-Reino, pois segundo o Congresso de Viena, ou ele voltava a Portugal ou perderia o trono de lá. Ele mais uma vez inteligentemente manteve seu trono ao tornar Brasil e Portugal Reino-Unido. Invadiu e conquistou a Guiana Francesa, para se vingar dos Franceses e a colônia dos 7 Sacramentos (atual Uruguai) que passou a chamar de Cisplatina.

Em 1810 renovou os tratados com os Ingleses, em que eles teria direitos extraordinários sobre Portugal e o Brasil, chegando a pagar impostos mais baixos que Portugal e tendo direito a sere julgados por juízes ingleses caso fossem presos em territorio luso-brasileiro. Enfrentou poucos conflitos o único notável foi a Revolução Pernambucana, tendo planejado a independencia do Brasil ao deixar seu filho Pedro como o primeiro imperador brasileiro.

Revolução Pernambucana

Em 1817 as ideias iluministas chegavam a seu apice, os padres difundiam as ideias fortemente e eram totalmente contrários ao absolutismo. Três fatores se somaram as influências que tinham (os movimentos de indepencia da América Latina, dos EUA, a Revolução Francesa e os três levantes feitos contra a coroa lusa que acabaram bem-sucedidos): o surgimento do açucar de beterraba dos ingleses que por terem controle do comércio brasileiro passaram a desprezar o açucar nordestino que já sofria uma concorrencia com o das Antilhas, o alto preço dos impostos que D. João VI implementava para construir a cidade do Rio de Janeiro e para comportar a corte real que havia vindo com ele e uma grande seca que ocorreu em 1816. Em 6 de Março de 1817 a revolução estourou e recebeu apoio de todas as regiões perifericas de Pernambuco (de Macéio a Fortaleza) e todas as classes: clero, burguesia, povão e aristocracia (menos escravos, o movimento não tinha carater abolucionista). No dia seguinte os revoltosos já tinha controle da região e passaram 75 dias no poder. A revolução foi altamente reprimida por D. João VI que com a ajuda do governo baiano derrubou o movimento, Pernambuco perdeu todo o seu territorio alagoano, e o vale do são francisco para a Bahia. Foi o 1º movimento a firmar-se independente e a ter uma fase armada, mas não deveria ser chamada de revolução pois não pretendia mudanças ideologicas só politicas.

O Processo de Indepencia Brasileira

Em 1820 estourou em Portugal a Revolução do Porto, em que os Portugueses tomaram o poder do estado e exigiram a volta de D. João VI, caso ele se negasse iria perder o trono. Acabaram com o absolutismo, criaram uma nova constituição com o parlamentarismo e as ‘cortes de lisboa’ que contaria com 181 deputados sendo 72 brasileiros. D. João VI percebendo que as cortes só não o depuseram pois se o fizessem estariam dando o Brasil de mão beijada para o monarca voltou a Portugal e deixou D. Pedro I como principe regente do Brasil. As cortes passaram então a exigir a volta do principe, este se negou aconselhado pelo pai. As cortes tentaram diminuir o poder do principe ao transformar as capitanias em provincias com mais autonimia. Os aristocratas brasileiros perceberam os portugueses queriam e passaram a arquitetar um plano de independencia, e convidaram D. Pedro I para participar, este aceitou seguindo os conselhos do pai. Estava pronta a independencia brasileira, comandada pela aristocracia e sem nenhuma participação popular, a Inglaterra rapidamente passou a negociar o conflito, e convenceu Portugal a aceitar um acordo em que o Brasil pagaria uma indenização para ter sua independencia reconhecida. Ou seja, aquele grito do Ipiranga, além de fajuto (D. Pedro I, não estava sentado num alazão branco, estava num jumento e não fora até ali para lutar, estava era voltando de uma viagem frustrada quando foi avisado que os portugueses aguardavam no Rio de Janeiro para levar ele de volta a Portugal, mesmo que a força) foi totalmente planejado pela aristocracia que queria chegar mais perto do poder e pela Inglaterra que queria ter controle total sobre o Brasil, sem ter que ficar negociando com Portugal. O Brasil se comprometeu a pagar 2 milhões de libras inglesas a Portugal, como não tinha como pagar a Inglaterra de bom grado emprestou, começava assim a interminável divida externa brasileira.

Pronto, dei uma resumida mesmo na parte da independencia, pois os detalhes dela não muito relevantes, deem uma boa olhada na revolta de Xumberga e na revolução pernambucana, a COVEST adora colocá-los…

É isso só… Talvez domingo venho com mais dois e assim chegaremos a republica velha!!

Depois posto as fotos da melhor formatura do Recife… hehehehehe… Boa formatura Bia.

Faltam 18 dias! \o/ Eu estou animado e vocês?

Bruno Tôp

About these ads

11 Comentários »

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

  1. Que resumo, hein?!!! hehehehehe…
    Estamos no aguardo pelas fotos!!!

  2. mt bom top, ajudo bastante

  3. tá faltando O “O BRASIL NO SECULO DESENOVE”…

  4. faltou a revoluçao do portooo o resto ta maneiroo

  5. Gostei muito desta síntese! vocês estão de parabéns…

  6. muito bom, me ajudou bastante para a prova que vou ter amanha!
    voces estao de parábens!

  7. que qualidade em conteudo exelente

  8. Parabéns pela sabedoria!!!
    boa sorte na vida!!!
    abração!!

  9. gostei muito desse bolg vou visitar muito
    valeu solucinou meu problema

  10. seu resumo foi ótimo mais naum tem como vc me manda a essa amtéria completa ???? preciso estudar ela completa de ante mão agradeço pela compreenção

  11. muito bom, boa formatura rere, realmente faltam 18 dias.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com. | O tema Pool.
Entries e comentários feeds.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: